O que é Comércio Eletrônico?


O Comércio Eletrônico é uma maneira de realizar negócios, cujo meio principal é a internet (web). Assim como no comércio convencional, no comércio eletrônico também existe a necessidade de lidar com o mercado e manter-se nele, não bastando apenas uma boa ideia para alcançar o sucesso.

De modo geral, o objetivo do comércio eletrônico é possibilitar a compra e venda de produtos e serviços pela internet. Enquanto que, para alguns, esse é o único objetivo, para outros é uma maneira de aumentar a eficiência de um negócio já estabelecido fisicamente, ao criar novos canais, atingir novos mercados e aumentar o número de clientes.


Comércio eletrônico


Dividido em duas modalidades (B2C - voltado ao consumidor comum; B2B - empresa para empresa), o comércio eletrônico utiliza sistemas de informação para conduzir transações, compreendendo a compra e venda de bens e serviços. Mas o uso de tais sistemas não fica restrito à comercialização, pois eles podem ser usados desde o chão de fábrica, no controle automático de produção, até a transferência de informações entre departamentos dentro de uma empresa ou mesmo entre empresas.

A toda esta integração por meio eletrônico podemos denominar Negócio Eletrônico. Portanto, é possível concluir que o comércio eletrônico é apenas uma parte desse todo.


Funções do comércio eletrônico
• relacionamento externo
• contato com consumidores, fornecedores e parceiros
• venda
• marketing
• ordens de compras e entrega
• serviço de atendimento ao cliente
• compra de matérias-primas, suprimentos e serviços para a produção


O bom funcionamento do comércio eletrônico demanda uma infraestrutura de bancos de dados, servidores de aplicações, redes de computadores, ferramentas de segurança e sistemas de gerenciamento, envolvendo a criação de novas cadeias de valor entre a empresa e seus clientes e fornecedores e dentro da empresa em si.


A mudança produzida pelo comércio eletrônico

Independentemente do fato de a empresa ter ou não uma presença física, a sua existência na internet (seja através de um site, de uma página no Facebook ou no Mercado Livre) traz a necessidade de um planejamento eficaz para poder atingir e atender a demanda de um mercado muito mais amplo. A entrada na internet só para "ver no que vai dar" pode ser muito arriscada, pois, no caso de não conseguir atender aos interesses dos clientes, a empresa terá sua reputação manchada.

Isso porque, ao aparecer na internet, uma loja passa a ter alcance global, necessitando de maior capacidade de suprir esta nova demanda. Com a facilidade com que se pode acessar várias lojas na internet, a prosperidade ou fracasso de um negócio podem estar baseados em detalhes, como a rapidez e eficiência com que a escolha, compra e entrega podem ser realizados pelo cliente. Toda a infra-estrutura do negócio tem de se adaptar ao atendimento rápido ao cliente, ao aumento de opções, à customização de produtos, formas de pagamentos, entrega, fidelização e trabalho de pós-venda.

Se, antigamente, estar na internet era um mero diferencial, atualmente isto tem sido atributo básico para o sucesso de uma empresa. Afinal, não é mais às listas telefônicas, mas sim aos buscadores (como o Google) que as pessoas recorrem quando precisam de algum produto ou serviço. É uma nova estruturação do mercado, onde há muito oportunidades, mas também muito mais concorrência. Quem ganha com isso é consumidor, que tem acesso a maior variedade de produtos, preços menores e atendimento melhor.

→ Saiba como colocar uma empresa no Google


Aumento de vendas


•••

Por fim — e lembrando que o comércio eletrônico não difere muito do comércio convencional — vale lembrar que, nessa nova modalidade, o marketing também é fundamental. Com o advento do comércio eletrônico, surgiu o marketing digital (ou e-marketing), que produz a simulação da personalização, de modo a fazer com que o cliente sinta que está sendo atendido individualmente.


A atenção a todos esses fatores possibilita que, também na internet, ocorra um fato surgido do "mundo real": o estabelecimento da marca. Tanto é que, atualmente, existem marcas tão valiosas no mercado virtual como no tradicional. Para tanto, tais empresas sempre buscam aumentar sua capacidade de oferecer melhores serviços a seus clientes, pois, na internet, este fator não é apenas importante,mas sim um dos pilares de sucesso do empreendimento.


•••

(Informações do livro didático da como colocar uma empresa no Google para a disciplina de Comércio Eletrônico)